Ínclitos

É preciso coragem para se comprometer, para dizer o que se vê e o que se sente, sem medos nem manuais. Só vale a pena ser jornalista se for – como cantou Torquato Neto – para "desafinar o coro dos contentes". Fernando Evangelista

Galeano (1940 – 2015)

Para quem usou palavras para imortalizar filosofias. Para quem nunca morrerá, pois os grandes ficam na memória, nas conversas e na tinta do papel, como ele mesmo antecipou. Para quem desnudou conscientemente uma América Latina refém. Para quem foi um apaixonado, pelo mundo, pela vida, pelo direito de ser quem você quiser, pela liberdade. Para quem obteve na ficção e no jornalismo formas distintas de prosperidade. Para quem foi Galeano.

O mundo fica silencioso, nesta segunda.

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: